Estabilidade X Equilíbrio


No treinamento funcional é muito comum associar estes dois conceitos, porém eles envolvem aspectos diferentes e a forma de treiná-los também é diferente
.
A estabilidade é necessária para realizarmos um movimento com eficiência, por exemplo no basquete é muito mais fácil acertar um arremesso livre do que acertar um arremesso da mesma posição em movimento e com um marcador acompanhando.

O equilíbrio envolve compensações para a manutenção da posição corporal, quando enfrentamos uma um situação de desequilíbrio é normal afastarmos os braço no prolongamento dos ombros e conforme o corpo penda para um lado os braços sobem ou descem para manter a posição.

Como vemos na figura ao lado quanto nos encontramos em situação estável podemos pensar nova postura como um triangulo, quanto maior o afastamento das pernas a base de sustentação aumenta e por consequência a estabilidade é maior. No equilíbrio este triangulo se inverte fazendo com que a manutenção da postura seja constante na busca de uma estabilidade.

Na figura a baixo temos outros exemplos que podemos delinear triangulos para entender melhor a diferença entre eles.


Mas afinal o que isso tem haver com o treinamento funcional?  Atualmente vejo muitos utilizarem a justificativa do treinamento integrado para misturar exercícios (outro dia coloquei aqui um vídeo de um individuo “realizando” o swing do kettlebell em cima de uma bola suíça). Será que realmente é bom juntar estas duas capacidades em um único exercício?  Ou será que não seria mais eficiente trabalhar uma capacidade e depois a outra em exercícios diferentes?

Minha resposta é: Depende( Já escrevei isso e vou repetir), depende dos objetivos que você busca, eu já vi vídeos de pessoas fazendo levantamento de peso olímpico (LPO) em cima de bola suíça, se o indivíduo é um atleta de LPO, até consigo entender que isso é um treino de equilibrio e pode ajudar ele a melhorar a execução do movimento, mas se o individuo for um atleta de jiu-jitsu acho que seria muito mais eficiente se fossem treinados exercícios diferentes um para equilíbrio e o LPO normal (estável).

Um aspecto que alguns precisam entender, é o fato que um exercício ser difícil não quer dizer que ele é o melhor, mais importante é a sua adequação.






Até a próxima
Treine FUNcionalmente!

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.