Perder peso para lutar é o ideal?


Há algum tempo atrás Manny Pacquiao conseguiu o titulo de campeão de boxe na categoria médio ligeiro, só isso é um grande feito. Mas esse é o oitavo titulo que ele consegue em oito categorias diferentes.
Mas o que isso tem haver com treinamento funcional?  Talvez não tenha uma ligação direta com o treinamento funcional, mas tem haver com a preparação física.
No boxe e em outros esportes que envolvem lutas é muito comum o atleta ter que perder peso para se adequar a uma determinada categoria de peso.  Já vi em algumas lutas, em que a pesagem é feita no mesmo dia, atletas pulando corda “vestindo” sacos de lixo para perder peso e conseguir se adequar a categoria.
Treinadores acreditam que ao fazer isso um atleta que tem uma força maior ao descer uma categoria ele teria uma vantagem sobre o atleta de uma categoria abaixo. Em teoria isso faz muito sentido, porém na prática isso não acontece, uma grande perda de peso em pouco tempo significa uma perder água, ou desidratação.  Além disso tem o fato que há uma grande possibilidade do adversários fazer  a mesma coisa, nesse caso, os dois lutadores já estariam prejudicados.
Ok, legal. Mas porque você falou do Manny Pacquiao?
Como eu disse antes o Manny Pacquiao ganhou títulos em oito categorias diferentes, o primeiro titulo foi na categoria Mosca (50,8 kg) e seu mais recente na categoria meio médio (66,7kg), ele fez o caminho inverso ganhando peso ao invés de perder.  E ao contrário do que se pensa ele não perdeu potência e velocidade.  
É de se pensar se vale a pena correr todo esse risco, temos o caso do Popó, que para algums lutas chegou a perder 15kg em poucas semanas antes de uma luta. A perda de peso tem que ser gradual, se ela ocorre de forma repentina por repetidas vezes o corpo cria mecanismos para que isso não volte a acontecer. Especula-se que a carreira do Popó foi abreviada pelo fato dele não conseguir mais perder peso para lutar.
Outro exemplo de que ganhar peso pode mais interessante do que perder é o Andreson Silva, que todas as vezes que subiu de categoria ele literalmente atropelou os adversários, vencendo sempre no primeiro round, vitórias mais contundentes que as vitórias na sua categoria de origem.
Contudo quando digo ganhar peso, não é qualquer peso, se aumentar a massa adiposa, com certeza não terá benefícios. Em minha opinião o mais interessante é sempre fazer uma periodização para manter o peso próximo ao limite máximo da categoria de peso no qual o lutador costuma ter.  

Até a próxima
Treine FUNcionalmente!

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

 
Real Time Web Analytics