Crossfit treinamento funcional 2ª parte (minhas impressões)

Falei sobre o que é o Crossfit®, mas falta falar sobre minha experiência com esse tipo de treino.

A primeira vez que ouvi falar em crossfit® foi no começo de 2010, na aquela época
me chamou atenção mais achei que não era algo para mim (os vídeo que vi eram de um atleta chamado Cris Spealer). Algum tempo depois, alguns conhecidos fizeram o curso na Crossfit® Brasil e começaram a falar muito bem. Eu comecei a me arriscar a fazer uns WOD que me passavam e comecei a me identificar com o método de treino.

Apesar de já querer fazer o curso da crossfit Brasil, eu só consegui encaixar minha agenda  em maio de 2011. No curso aprendemos os movimentos básicos e experimentamos alguns WODs. Apesar de ter um background em lutas e estar acostumado com treino pesados, nunca havia treinado sentido nada parecido com treinos tão curtos.Eram dois dias de curso, mas quase não fui no segundo dia de tanta dor que sentia.

Durante um mês pós curso, no site da crossfit® Brasil são colocados treinos para os iniciantes com dicas e orientações. Nesse mês eu treinei 3 vezes na semana,  e já comecei  a sentir a eficiência  do treino.

Durante os meses que seguiram eu segui diversas periodizações 3/1 (três dias de treino e 1 de descanso), 5/2 (cinco treinos na semana e descanso no final de semana) , 3/1:2/1(treina seg, ter e qua descansa quinta, treina sex e Sab e descansa domingo) .  Isso porque cada crossfit tem uma periodização, a mais tradicional é 3/1 (é a que aparece no site principal), mas cada um tem a liberdade de periodizar do jeito que achar melhor. Particularmente eu me adaptei bem com 3/1, para treinar assim é necessário uma boa dedicação pois os treinos podem cair no sábado e domingo.

Em agosto empolgado com o “crossfit games” assisti alguns vídeo sobre a periodização e o treinamento de Rich Froning (que acabou se tornando o campeão), e vi ele fazendo 5 WOD em um único dia. Eu resolvi que iria fazer 2 wods por dia. Aguentei  por uns 12 dias, é muito, mas muito difícil sustentar alguns dias fazendo mais de um wod por dia, mesmo que alguns dos treino tivessem duração de menos de 10 min.  Contudo descobri que existem atletas estão entre os top 10 e seguem a risca o treino 3/1.

Minha insistência em fazer mais de um WOD era porque estava acostumado em fazer treinos funcionais com mais duas horas, no começo achava que um de curta duração não era suficiente, mas comecei a perceber que mesmo com meia hora de treino os resultados apareciam.

Depois de seis meses de treinando, eu atingi um platô (os resultados estagnaram) e resolvi mudar a minha dieta. Em alguns fóruns de discussão sobre crossfit® já tinha lido sobre a “paleo diet” (futuramente vou escrever um pouco sobre essa dieta), eu não acreditava muito nela, mas resolvi tentar e os resultados voltaram a aparecer.

Uma das coisas mais legais e o senso de comunidade,  durante esses meses freqüentei sites de diversas afiliadas e sempre fui bem recebido, sempre que tinha algum dúvida sempre aparecia alguém para responder.

Posso dizer que o crossfit® mudou minha vida, eu redescobri o prazer em treinar, mudei meus hábitos alimentares e alguns paradigmas de treino que eu tinha foram quebrados.  A forma que encontrei para retribuir tudo o que recebi é colocando legendas em português para alguns vídeos sobre crossfit® que me inspiraram.


O primeiro deles é:
(não sou tradutor, pode ser que tenha algo errado, mas acho que a mensagem principal dá para pegar) 


Até a próxima 

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

 
Real Time Web Analytics